Minha mulher querida e doce,

não há nada como amar alguém como eu te amo. Saber-te minha morada e meu refúgio, redescobrir a glória de viver em cada beijo que trocamos e em cada afago que me fazes, é o maior motivo de alegria que um homem pode ter.
Não há nada como amar alguém como tu. Alguém que me protege com o cuidado que uma mãe dedica a um filho e que se entrega a mim com o despudor que só reside em quem se entrega àquele que ama verdadeiramente.
Não sabes como eu gosto de sentir a tua carne a esfregar-se nas minhas, de como me excita o toque suave da tua mão e o viajar da tua boca em meus ombros e meu peito. Não imaginas o que sinto quando vejo teus olhos semicerrados e tua expressão de gozo e lembro-me do teu cândido rosto a circular por entre as pessoas, pelas ruas, no dia-a-dia.
Quem poderia pensar que és, real e precisamente, esta mulher maravilhosa e completa? Quem poderia pensar que és capaz de produzir sensações tão carnalmente humanas, se tua face guarda a pureza das imagens das Santas.
Minha mulher, minha querida e doce mulher... amo-te sobre todas as coisas e em todos os momentos, e festejo a sorte de poder contar contigo em todas as horas. Mas, neste momento, enquanto escrevo esta cartinha, penso apenas em festejar o maravilhoso momento em que te encontrarei linda, desejosa e nua, oferecendo-se a mim na nossa cama.

Um beijo do teu amor!

A pureza de um amor carnal

Comentários

Mensagens Relevantes