Por que lhe escrevo?
Ora... Preciso que você saiba...
Primeiro foi a ira,
a raiva...
e a tristeza...
Com o tempo,
fui dando espaço à reflexão
Minha reação...
ainda é de desorientação
Traição é desamor total...
Tristeza profunda...
Apatia...
Insônia...
Um dia, um mês... anos
Uma ferida aberta, que não cicatriza
Juntei parte da minha identidade
à sua identidade...
Desconectei-me de mim mesma
e conectei-me a você...
partilhei o meu mais íntimo...
o mais profundo...
De repente, o cristal se quebra...
Como elaborar essa perda?
Como transformá-la em ganho?
Colar os cacos?
Anestesiar a dor?
Fazer um curativo na ferida?
Voltei-me para dentro de mim...
Busquei o equilíbrio
Perdoar é dever cristão...
Não somos infalíveis
Analiso racionalmente
e faço do sofrimento, aprendizado
Vale a pena recomeçar?
E quando o rancor me dominar?
Para aceitar tenho que ser
altruísta...
amadurecida...
Sem acusações...
reprimendas...
Esquecer o passado...
impossível...
Vou só tentar arquivá-lo...
E lhe envio esta carta
só para dizer:
"AINDA AMO VOCÊ"...
Mas o coração ainda chora
Volte... Façamos de conta
que nos conhecemos agora...

Ainda amo você

Comentários

Mensagens Relevantes