Olá minha querida,
É com prazer que escrevo essas linhas, espero que leia e que curta cada letrinha estampada, não repara na letra, estou nervoso e louco de vontade de te ver. Sei que faz alguns segundos, mas a saudade bate forte e faz doer... Já lhe disse que você é o leite condensado que dá sabor a minha existência?

Pois é... Doce, muito doce... Como seu sorriso ofuscante que mais parece um sol nascendo, como sua boca suave mais parecida com uma flor... Mais delicado que... uma brisa morna, seu toque... Ah seu toque... Quando rela em mim até sinto pontadas de choque. Deve ser algo normal, quando amamos alguém.

Eu nunca senti nada parecido e espero que você também não... Se sim, por favor, não me conte, prefiro a ignorância do não saber. Não é a mesma coisa que esconder... Omitir? Não... algumas coisas é melhor omitir do que transmitir, afinal de contas, nosso passado, alguns detalhes, interessa somente para nós.

Então para que vou ficar repetindo como um papagaio riscado coisas que vivi? Não seria melhor dedicar meu tempo para o que ainda não vi? Pois é, portanto, vamos deixar o que ficou para trás em seu lugar, na frente tenho você de presente, e tudo poderá ser bem diferente... Sei que não tenho intenções decentes, mas... como diria o Quico “você me deixa louco”

Mas não louco de nervoso e muito menos de algo negativo, louco para estar ao seu lado, para gritar ao mundo o que guardo no peito além do coração, sei que é apenas um órgão, mas vamos partir para o lado da metáfora, você reina sobre mim como a mais bela rosa do jardim... E quero que seja assim até o fim, pois tenho certeza que é o melhor pra mim...

Meu amor, algo acontece toda vez que penso em você... Meus lábios secam, me sinto em pleno deserto, sedento por sua boca, por sua presença, por uma palavra que possa me arrancar desse mundo caótico... Você me faz andar nas estrelas, entre as nuvens e tão perto do sol, mas, por favor, fico muito distante e não quero o calor da estrela para me aquecer... É você que preciso aqui do lado para me fazer esquecer...

Dos dias que caminhei sem ter você ao lado, sem saber como era estar apaixonado... Sem a sensação de ser atropelado pelo seu abraço mais caloroso, o beijo mais gostoso... Sei bem que sou muito charmoso, muito hábil com as palavras... mas sem você, jamais daria o valor que tenho, pois ninguém nunca me mostrou o que somente você consegue ver.

Carta de amor engraçada

Comentários

Cartas Relevantes