Não sei muito bem como começar esta carta, mas gostaria que a lesse por completo. Minhas palavras falham e, sinceramente, tenho medo que essas palavras mudem algo tão lindo que acho que está nascendo entre nós, mas... Se não disser, com certeza me culparei pelo resto de minha vida.

Sei que começamos isso de brincadeira, fomos ficando e ficando e agora, confesso que meu coração tem desejado a sua presença cada vez mais, talvez seja algo necessário para minha própria felicidade. Sabe, eu sinto sua falta quando não ouço sua voz. Sei que decidimos apenas ficar, mas este sentimento tem crescido no meu peito e tenho medo...

Medo de querer estar contigo todos os dias, medo de falar contigo pelo menos uma vez ao dia, naquele horário determinado ou quando acontece algo muito legal em nossas vidas. Sabe aquele lance de compartilhar todos os momentos, aquelas coisas que achávamos tão careta? Pois é, acho que as quero para mim.

E por isso, escrevo... preciso lhe dizer que o nosso ficar tornou-se muito mais para mim, sinto um sentimento crescendo no meu peito, uma saudade que só parte quando estou ao seu lado, algo completamente extinta em um ficar, aqueles que ficam pouco se importam na manhã seguinte, mas nós nos falamos, nos vemos e ficamos de novo...

E talvez seja por essa razão que algo muito maior brotou em meu peito, algo que venho aqui para compartilhar e revelar, na esperança que você esteja na mesma situação, que deseje minha boca, meu abraço, minhas palavras e minha existência ao seu lado, com o nome de algo mais sério: que tal começarmos a namorar para ver onde chegamos?

Carta para meu ficante

Comentários

Mensagens Relevantes