Há uma chuva caindo lá fora e
Em mim, algo me diz para ir embora, enquanto
Eu tento enxergar o que não posso entender
Você vê mas se recusa a compreender.

Estou seguindo para qualquer lugar longe daqui
Sinto muito mas chega uma hora que temos que partir
De certa forma, no silêncio da noite vou chorar... e existir.

Eu sei... juntos tentamos criar um mundo
Mas não soubemos equilibrar nossa lei
E agora pagamos um preço pela superpopulação
Enquanto corremos atrás da própria ação.

Estou seguindo para frente, pois não quero olhar para trás
E ver que tudo que passou ainda se repete e esta quente
Com o asfalto num dia de sol que a noite se desfaz.

Há uma tempestade crescendo no meu horizonte
Teus olhos sob a fronte mal percebem minha dor
Eles estão voltados para o umbigo, e para o próprio dissabor
Afinal, estamos contando os dias até o cume de nosso desamor.

Contando os dias

Comentários

Mensagens no seu e-mail

Trilha Sonora

Mensagens Relevantes