Durante toda sua vida, me ensinou
E quem diria, mesmo depois de partir
Continuou me ensinando
Pena que não posso mostrar.
Obrigado pai, onde quer que esteja
Obrigado pelas lições em vida
E também depois de sua partida
Obrigado por tudo de coração.
O senhor me ensinou que não podemos deixar
Que as palavras se percam no céu de nossa boca
Que um abraço é melhor quando entregado
E não mantido por estar envergonhado.
Me ensinou que não podemos simplesmente
Deixar as coisas como aparentam ser
Que sempre podemos mudar
Desde que façamos o nosso querer.
Obrigado, obrigado pela árdua lição
De ter palavras não ditas em meu coração
E um abraço que não poderei entregar
Obrigado, obrigado, por ainda me ensinar.
Que a vergonha nada traz
Apenas arrependimento
Hoje sei como dói essa sensação
De não poder revelar o sentimento de meu coração
Eu deveria ter dito o quanto amava
Mas estava preocupado demais
Em tentar de todas as maneiras me esquivar
Achando que era apenas caretice
Abraçar um pai? Dizer que ama?
Pra que? Ele não sabe?
Claro que sempre soube
Mas quando ouvimos
As palavras ganham razão de existir
E tem o poder de fazer o semblante sorrir
Nos mostrando que sempre vale a pena
Revelar o que tentamos esconder ao sentir.
Obrigado pela lição, nada foi sem razão
A partir de hoje, revelarei meus sentimentos
Sem vergonha ou qualquer tipo de medo
Pois não poder dizer o que sentimos, nos enche de arrependimentos.

Depoimento de pai falecido

Comentários

Depoimentos Relevantes