Quando vivemos com outra pessoa que amamos, deveríamos, a fim de proteger a felicidade, ajudar-nos mutuamente a desatar os nós internos.

Uma pessoa pode provocar a formação de nós internos no parceiro, sem se aperceber.

Se esses nós não forem desatados, chegará um dia que não haverá mais nenhuma felicidade.

Portanto, se um dos parceiros perceber que um nó acabou de se atar em seu íntimo, não deve ignorá-lo.

Deve dedicar o tempo necessário para analisá-lo e com a ajuda do parceiro, desatá-lo.

Poderia começar, dizendo ao parceiro, que percebeu um conflito, que atou um nó em seu intimo ,e que gostaria de conversar sobre o assunto.

Isso é fácil se os estados de espírito dos parceiros é de entendimento, e não há uma carga excessiva de nós.

Se pudermos perceber as razões da formação dos nós em nosso companheiro, e em nós mesmos, poderemos, facilmente, desatar ou até mesmo evitar a formação dos nós’.

A razão principal da formação interna de nós é a falta de entendimento.

Com a prática do entendimento, da compreensão e do discurso afetuoso, podemos nos ajudar mutuamente a desatar os nós que eventualmente se formem.

A felicidade não é só uma questão individual. É uma busca a dois. Se nosso parceiro não está feliz, também nós não nos sentimos felizes.

Desatando nós internos

Comentários

Mensagens Relevantes