Às vezes a paciência não é verdadeiramente viável
Às vezes, tudo que precisamos são ação, força e coragem
Pois temos que ser destemidos para seguir adiante
Por duas razões: pela falha e também pelo desconhecido.

Eu já cai algumas vezes, sei bem o que é descer até o fundo do poço
Acho que já até travei algumas discussões com a morte e tudo mais
Cheguei a pensar que não conseguiria voltar ao mundo dos vivos
E, para ser bem franco, nem desejava mais regressar ao mundo

Estava completamente fora de qualquer tipo de contexto
Não havia razão e muito menos algum lugar para ficar
Pior do que um cão enxotado em busca de algo para comer ou beber
Todos poucos se importavam queriam mais que viesse a...

Mas, resisti, não esperei por ninguém para me levantar
Outro ponto que senti, não havia ninguém que desejava ajudar
Todos pareciam compenetrados em suas vidas
Sem ter uma palavra boa para me dar

Mas, com minhas próprias forças, me levantei
Decidi que lutaria mesmo sendo derrotado no final de tudo
Eu precisava ver, precisava ter algo para competir
Precisava de alguma maneira me fazer existir

Então me levantei e hoje, agradeço pelas forças que encontrei
Consegui e hoje colho os frutos de meus esforços
Você também pode, desde que realmente se esforce para chegar
Em algum lugar e para isso estou aqui, para te mostrar

Que é possível persistir, que as barreiras nada mais são
Que um bloqueio para nossa visão pelo que está tão perto
Às vezes, ao alcance de nossa mão, vamos seguir
Vamos persistir, você verá que toda a barreira, mais cedo ou mais tarde vai ruir.

Eu já cai, mas levantei

Comentários

Mensagens no seu e-mail

Trilha Sonora

Mensagens Relevantes