Estou me acostumando com o vazio
Já nem preciso de cobertas
Para espantar esse frio
Acho que uma maneira de continuar
É tentar vencer os inimigos
E neste quarto escuro
Eu consigo ver cada um deles
Tentei de todas as maneiras
Fazer o tempo voltar
Mas nada que tenho feito
Adianta, então aceitei
O fato de ter perdido meu sol
E o prazer de ver a lua
Sinto muito por desistir assim
Mas não quero chegar ao fim
Acreditando em algo
Que talvez nunca vá acontecer
Já fui até onde poderia
Só para tentar ver
E compreender que, no fundo
Todos precisam ser seu caminho
Mas, devo confessar
Que não vivo sem você
Queria você por perto
Tudo parecia tão certo
Mas você preferiu partir
E me deixou aqui
Sem qualquer vontade
De em frente seguir
Tudo bem, fazer o que
O mundo dá voltas
E em uma delas, perdi
O sentido do caminho
E agora sozinho, tento me reerguer
Mas sinto que por enquanto
Não vivo sem você...

Eu sem você não vivo

Comentários

Mensagens no seu e-mail

Mensagens Relevantes