Sabe o que é ter alguém em suas mãos, todo dia, e depois, do nada, não ter mais? Sabe o que é olhar pra cada canto da sua casa e lembrar dos momentos que vocês passaram juntos? O que é ouvir uma música que é a cara de vocês - no seu celular quase todas são - e ter aquele choro incontrolável? Ou mesmo ir a um restaurante e o cantor tocar aquela música que ele tocou pra você, aquela música que é só de vocês e o seu mundo inteiro desabar? Você sabe o que é isso? Sabe o que é querer ligar - porque precisa enlouquecidamente ouvir aquela voz - e o celular estar fora da área de cobertura? Sabe o que eu sinto quando vai dando umas 8 horas da noite, o nosso horário? Eu sei. Saudade.

Uma saudade que faz querer gritar. Que aperta o peito e faz doer. É o que faz você se sentir sozinha em meio a uma multidão. Precisando apenas de uma voz. De um cheiro. De um dengo, um carinho. Saudade imensa do abraço que faz tudo ficar bem. Que clareia o mais escuro dos dias. Saudade dos beijos. Principalmente da companhia, das inúmeras conversas. Saudades de tudo. Saudades dele: Felipe.

Querer saber como ele está, como foi o dia. Se o Cainho tá bem, quando ele volta, o que fez, se tá com saudade também, se pensou em mim, ... E ficar mal quando penso que não posso fazer isso. Se ao menos estivessemos nos falando pelo celular, mas nem isso.. Sofro pela distância. Por não poder fazer nada pra mudar isso. O que me consola é que ele vai voltar. Voltará. Voltará para os meus braços - o lugar de onde nunca deveria ter saído. Voltará pra eu poder respirar. Pra eu poder abraçá-lo e não largar nunca mais. Voltará pra dar ao meu coração abrigo, amor, proteção. Voltará pra trazer cor aos meus dias que ficaram tão sem graças sem ele. Voltará pra mim. Voltará pra nunca mais partir. Voltará.

Autoria: Yasmin Pípolos

Faltando um Pedaço...

Comentários

Mensagens Relevantes