Agora chegamos aquele ponto
Onde o mundo parece tão estranho
E que não sabemos se devemos
Realmente ir ou ficar.

Tudo parece tão incerto
E às vezes acostumamos com o que vivemos
E pensamos, se realmente vale a pena
Tentar um caminho mais certo.

Pois aprendi que todos os caminhos
Tem lá seus obstáculos
Que nem todos os dias são claros
E que não existem oráculos.

Mesmo assim, no desespero do vazio
Nos agarramos, pois sentimos frio
E sentimos na alma um estranho sentimento
Que a cada momento, se torna tormento.

Mas é assim que as coisas são
Quando esta para acenar com a mão
Deixar um caminho para trás
Para continuar por outra direção.

Não há como não sentir dor
Quando um dia existiu o amor
A vida é um investimento constante
E quando falhamos, se torna cortante.

Mas como podemos saber o que virá afinal
E se tudo estiver escrito em algum lugar
Bem distante dos olhos que podem ler
Tudo que podemos fazer é esperar as respostas no final.

Por que entre a vida e a morte
Existem tantas coisas para acontecer
Não sabemos como prever
E tudo que podemos fazer é simplesmente viver
Para saber
Que nada é simplesmente assim novamente
Em vão.

Novamente Asssim

Comentários

Textos Relevantes