Diante da imensidão azul do céuAbri os meus braços e recebi nos pulmões o sopro da vida,E pensei comigo mesmo: depois como um menestrel;Narrarei o que se passou aqui comigo, na ida e na partida.Cheguei naquele braço de mar muito bem dispostoÀ externar meus males e deixar mais uma vez ali o meu passado,Conversando com a natureza expus mais uma vez meus desgostos;Por ter pensado um dia que a minha vida havia acabado...Coloquei meus pés em contato com a areia do mar e senti boa energiaTransbordar meu corpo com doce e estranha sensação,De que aqueles momentos acabariam com a letargia;E ao mesmo tempo espantaria a minha solidão.Senti aquela brisa em meu rosto e mais uma vez recordeiMeu sonho de liberdade recente reconquistado,E disse pra mim mesmo: agora eu novamente sei;O que é se sentir novamente por alguém amado e valorizado.Não quis me prender à hora, só quis curtir aquele momentoE aquela natureza quase que totalmente intacta me trouxe mais uma lição,É preciso retirar da nossa vida todo e qualquer tipo de lamento;Quando algo ou até alguma pessoa não fizer bem ao seu coração.Enchi meus pulmões repetidamente com ar puro e respirei com ardor aquela pazEm minha cidade com facilidade este momento não acabaria,Mas junto ao mar, por fim cavei um pequeno buraco e disse aqui mais uma vez jaz;Todo desamor, desalento e toda e qualquer falta de calmaria...Passei a observar as aves marinhas e por um instante com elas desejei voarSei que delas é o céu, a terra e todo aquele maravilhoso ecossistema,Me contentei em ser privilegiado por ali poder estar;E poder esquecer até dos meus problemas.Emblemática a tarde veio anunciando de mansinho a sua chegadaO sol se punha no horizonte dizendo : estou indo pra outro lugar,Lembrei de minha graciosa, que é a minha amada;E o que estaria à fazer longe de mim, o que estaria à pensar?...Mas não foi tristeza que rememorei esta saudadeNem com desalento no coração que eu desejei mais uma vez te sentir,Sei que em algum momento me aguarda plena felicidade;E que também não desejarás fugir quando puderes ao mar junto comigo vir...Meu especial pedaço de mar por lá ainda me (nos) esperaSei que não sou dono do tempo, mas desejo a eternidade,Quando meu(nosso) amor não será apenas efêmera quimera;Nem trará também nenhuma infelicidade.Por fim , o mar renovou meu amor por tua pessoaVoltei pra cidade com flores e com muita emoção,Nos meus ouvidos ainda ouço as ondas que ressoam;Enquanto sinto que sinto que TE AMO mais forte em meu coração...

O mar renovou...

Comentários

Mensagens Relevantes