Dizem que algumas feridas param de doer
Queria acreditar em algo assim, despertar de repente
E perceber que todo foi um daqueles pesadelos
Quem me dera não ter apenas a lembrança.
Daqueles momentos tão ternos e inocentes
Quando era apenas uma criança
Sempre ao alcance de meus cuidados
Às vezes te achava até muito mal criado.
Mas, crianças são sempre assim, sempre prontas
Para correr de um lado para outro sem se cansar
Ainda me lembro de cada segundo desde o dia que te vi
Não preciso dizer que logo me apaixonei.
Você sempre foi uma daquelas pessoas
Que parece se destacar da multidão
Sempre com muitas pessoas ao redor
Curtindo esse seu humor de ótima estação.
Talvez seja isso, era muito bom para ficar por aqui
Estava apenas de passagem, alguns segundos perto da eternidade
Tempo suficiente para inspirar a todos a te amar
Para agora, juntos, sentir a falta que está no ar.
Sei que algumas pessoas dizem que tudo vai passar
Mas, infelizmente, em algo assim não posso acreditar
Pois a ferida continua a latejar e, na escuridão de meu quarto
De vez em quando, ouço sua voz, sempre a me chamar.
Saudades meu filho que partiu, quem me dera poder abraçar
Apenas mais uma vez, um daqueles que não nos arrependemos
Depois de não ter dado... mas infelizmente... infelizmente
Alguns erros acabam sendo cometidos sem ser notados.

Saudades do filho que morreu

Comentários

Mensagens no seu e-mail

Trilha Sonora

Mensagens Relevantes