Aprendi a viver, entre os trancos e barrancos.
Atravessando os dias escuros
E sonhando com as noites de calor
Onde aquele anjo de asas brancas vinha salvar
Curando todas minhas feridas e mostrando o que é amar
Dizendo que tudo que foi passado
Simplesmente fora para estar preparado
Para os verdadeiros dias que viriam...
Pois é preciso chorar para sorrir
É preciso cair para se levantar
É preciso dizer adeus para lhe ver chegar...
E se um dia olhar em meus olhos
Verá que minhas defesas desceram pelo meu rosto
E minha ingenuidade surgira perante seus olhos
E não aquela mascara de dor e musgo
Adquirida durante os dias que antecederam sua chegada
E por todos essas dias lhe esperei
E nas minhas manhãs lhe tive como uma esperança
E desde meu primeiro momento,
Quando olhei sua imagem roubada num pedaço de papel...
Eu senti meu coração balançar
E logo em seguida, veio a triste verdade a lembrar
Os passos que dei em dias atrás
Eu gostaria de saber porque?
Não poderia ser como todos?
Fortes, guerreiros destemidos,
Acumuladores de cabeças para sua própria glória?
Porque tenho que ser o que sou
Este amante das estrelas,
Apreciador das belezas da vida
Perseguidor da felicidade
E desesperado por encontrar
Seu lugar ideal para ficar...
Se um dia olhares em meus olhos
Tente enxergar a vida que percorre logo atrás
E não de atenção para minhas lágrimas
Pois tudo que serviram
Foram para velejar até encontrar você
Olhe em meus olhos
E apenas me reconheça.

Se um dia olhar em meus olhos

Comentários

Textos Relevantes