Feche seus olhos
Delicadamente
Como flores que se fecham ao anoitecer
Abra seus lábios
Vagarosamente
Como o dia a florescer
Deixe-me olhar para dentro de ti
Eu preciso descobrir
Os segredos que esconde
Eu posso realizar teus desejos
Venha, pega em minha mão
Para onde deseja seguir?
Posso te levar aos portões do paraíso
Condenar a sua alma a lembrança de meus beijos
Posso te levar através dos infernos
E fazer arder para sempre seus desejos.
Me diga, para onde deseja ir...
Não temos muito tempo pela frente
Neste mundo mortal e decadente
Tudo que teremos
É aquilo que poderemos carregar
Não em nossas mãos
Mas em nosso coração
Venha, me entregue mais que sua mão
Eu prometo lhe trazer de volta se quiser
Mas jamais esquecerá
Que foi minha mulher
E na tua pele escreverei meu nome
Em teus lábios deixarei minhas pistas
As marcas que não somem
Em tuas costas deixarei a impressão do peso
Em tua cintura a sensação do aperto
Em teu coração acenderei o fogo
Que arde para sempre
E de seus lábios brotará uma mina de devaneios
E seus olhos se voltaram para as trevas
Onde meu sorriso se encontra perdido
Nas lembranças de seu coração aflito
Pois como o dia, parto ao chegar da noite
E espero, pacientemente o próximo encontro
E lhe mostro meu ponto
E de ti me julgo dono.

Sinta

Comentários

Versos Relevantes