O mar de lágrimas finalmente secou
E aos poucos, as suas pegadas
Vão desaparecendo da praia da saudade
Quem sabe poderei observar
Um novo horizonte sem o receio
De mais uma vez me perder na tempestade...

Eu não sei bem para que lado ir
Na verdade, penso em ficar onde estou
Sem criar novas expectativas
Acho que já sofri demais para essa vida
E não sei se conseguirei
Encontrar alguém que realmente seja querida...

Sinto muito, mas talvez tenha sido melhor assim
Para você e para mim, quando utilizamos apenas um remo
É difícil não dar voltas em torno de nós mesmos
E foi exatamente o que aconteceu, eu esperei você
Me ajudar a dar um rumo, mas para você
Tudo estava indo muito bem... Mas, desculpa
Sou outra pessoa...

Nunca fui de pedir, sempre preferi que percebessem
Que nada posso fazer sozinho, sinto muito, estava claro
Bastava olhar para mim um pouco em vez de você
Para perceber que lentamente se abria um abismo
E agora, nenhum de nós podemos transpor a distância
E, sinceramente, nem sei se realmente quero...

Agora tudo que prefiro é apenas lembrar e me amargar
Que tudo poderia ter dado certo, caso tivesse ajudado
mas você julgou que para sempre estaria apaixonado
Infelizmente você acreditou demais em minha paciência
E, como sabe, tudo é uma questão de sobrevivência
E por isso, talvez seja melhor mergulhar na carência

Do que ver alguém deixar algo simplesmente bonito morrer
Mas quem sabe... um dia algo poderá das cinzas renascer...

Só quero lembrar

Comentários

Mensagens no seu e-mail

Trilha Sonora

Mensagens Relevantes