Desde os poetas do primórdio
Das pinturas nas cavernas que registravam o amor
Eu dedico cada uma a você meu amor
Por não saber como descrever o que sinto...

E sinto, por não saber como, as palavras não vem
Pois tudo que penso é tocar em você
Mergulhar em você, estar ao seu lado a cada momento
Vivendo este sentimento, e quando estou longe

Eu sonho e proponho, que você fique por perto mais um instante
Para que eu possa lhe dedicar todos os meus preciosos minutos
Que até então não eram, só tornaram-se valorosos
Pois vejo que vê em mim muito mais do que eu vejo

E eu desejo, e eu quero e eu preciso e por isso te dedico
Todos os poemas do mundo, pois ainda tenho esperanças
Que algum poderá dizer o que verdadeiramente sinto
E como sinto, quando você me toca, me beija e me torna seu...

Todas as poesias do mundo, dedico a você

Comentários

Poesias Relevantes