Já tentei de todas as maneiras
Prender a minha mente em outro lugar
Mas até o momento não consegui
Simplesmente não consigo parar

Não entendo muito bem o que acontece
É uma força que parece capturar
Toda minha vontade e chances de continuar
Já não sei mais o que apetece...

Tentei prestar atenção na paz do céu
E acabei encontrando a tranquilidade de seu olhar
Tentei me esconder debaixo das cobertas
Mas me lembrei do calor de seus braços
Tentei passar pelo mundo
E chega ser absurdo, o mundo é você
O sol lembra sua presença
Como a lua lembra seu frescor
As estrelas, sua saliva e seu amor
A brisa que sopra, parece teus lábios
Roçando-me enquanto durmo
E agora já não sei o que é isso
E presumo, tão cedo não saberei o que é
Pois você me encantou com a magia de mulher...

Já tentei de todas as formas possíveis
Mas te vejo em cada canto inesperado
Será isso o estágio mais avançado
Do ser apaixonado?

Já cruzei os destinos e os signos
E nada nos impede de regressar
Até nossa numerologia é de par em par
Eu não tenho certeza, mas sei que não posso suportar...

Acho melhor você voltar, por que, de certa forma
Você ainda não foi, está perto, esperando algo que não sei
Ainda posso sentir seu toque e às vezes ouço você chamar
E vou correndo para averiguar e ver se decidiu voltar...

Mas é apenas a brisa que sopra os campos desertos
Como o sol que zomba de minha infelicidade
Será que ele não percebe que me faz lembrar do amor de verdade?
É como o caminho que se faz diante de minha porta
E que se quer seguir acompanhado mas tudo que tem
É a certeza que você está completamente só
E mergulhado em um mundo de memórias
Que de prende ao passado, pelas maravilhosas trajetórias...

Tudo me faz lembrar você e não tenho você por perto
Para me fazer lembrar do gosto dos seus lábios
Que na minha boca, na ausência, só vem para amargurar...

Tudo me faz lembrar você

Comentários

Mensagens Relevantes