Eis que retorno, depois de muito silêncio
Depois de termos um mundo nos distanciando
Mas isso não quer dizer que esqueci
Saiba, mãe, com o tempo, continuei te amando...
Naquela época, não sabia muito bem
O que estava por vir pela frente
Lembro das vezes que tentou me avisar
E que eu me negava a escutar...
Acabamos nos desentendendo e sentimentos ruins
Me afastaram para longe, e o pior, perto do fim
Devo confessar, que os dias foram difíceis demais
Eu queria chorar... precisava da senhora, para me acalmar.
Mas não podia simplesmente voltar
Não queria que percebesse no meu olhar
O terrível peso de meu falhar
Não queria que tivesse outra decepção.
Mas, agora retorno e como sempre
Com sua lição, pois suas palavras
Sem me mostraram a direção
Eu continuei, mãe, sempre em frente...
Atravessei grandes mares e terríveis desertos, mãe
E como senti sua falta pelos meus percursos
Mas, agora retorno, e posso dizer que venci
Claro, seria mais fácil se tivesse seguido a sua direção
Mas sabe como são os filhos, sempre caminhando na contramão
Hoje entendo o que estou dizendo, pois não venho apenas para lhe trazer um abraço
Mas para apresentar o fruto de seu fruto, alguém que brotou em minha vida
Para mostrar como foi uma má filha em não te ouvir
E neste dia das mães, retorno, pedindo perdão
Esperando que ainda tenha uma lugar em seu maravilhoso coração.

Uma surpresa no dia das mães

Comentários

Mensagens no seu e-mail

Trilha Sonora

Mensagens Relevantes