Edith Wharton
Há duas maneiras de espalhar a luz: ser a vela ou o espelho que a reflete.

Amor de infância

Lembra quando tudo parecia
Uma doce brincadeira?
Não havia o olhares de desejo
Tudo era apenas carinho e ternura
Algo que sentimos falta
Quando sentimos amargura
Lembra da fragilidade do mundo
De acharmos que tudo se resumia
Ao universo que nos rondava?
Tudo parecia tão mais frágil
Quanto os sonhos que sumiam
Ao raiar de mais um dia...
Lembra de quando brincávamos
E achávamos o mundo um grande palco?
Nós criamos nosso espetáculo
Encenamos a nossa peça
Colocando o centro do mundo
Em nosso coração...
Lembra de quando o mundo
Parecia maior que hoje?
Quando tudo parecia perfeito
Antes de mudarmos o canal?
Antes de subirmos no muro da idade
Olhando para o lado de lá?
Lembra de quando brincávamos
De papai e mamãe
E eu sai para trabalhar?
A gente não sabia
Mas foi naquele instante
Que começamos a nos amar
E agora estamos aqui
Distante das fantasias do passado
Mas ainda apaixonados
Fazendo de nossas brincadeiras
Um ensaio para o que viria
Em nossas vidas e em nossa realidade
Quem disse que para plantar
A semente do verdadeiro amor
Precisa ter alguma noção de idade
E agora estamos aqui
Vivendo a realidade que um dia
Imaginamos compartilhar
Tudo em nome das brincadeiras
Que nos ensinaram a nos amar.





+ Mensagens: infância  Brincadeira 

Autor(a) da mensagem: Adriano Villa - Mensagem lida 908 vezes.

Categoria dessa mensagem: Mensagens de Amor





Ouvindo agora: .Foo Fighters - Times Like These
 



Envie a mensagem "Amor de infância" para alguém especial!













 
Todo o conteúdo do site é retirado da internet e/ou enviado por leitores.
Caso algum texto infrinja direitos autorais entre em contato que adicionaremos crédito ou retiraremos a mensagem.
© 2007-2012 PaixaoeAmor.com - Todos direitos reservados