Dedicatória de Amor Aos Pais

Certa noite, acordei chorando.
Meus olhos o buscavam com muita ânsia de encontrá-lo. Quando mais que rapidamente, entrastes pela porta adentro; com a respiração bastante ofegante vindo em minha direção.

Recordo-me que te abracei e de olhos ainda fechados, não sabia o que te dizer; apenas te sentia bem próximo a mim.
E minhas lágrimas cessaram com a tua presença.

Ainda me recordo das balas trazidas por ti, em suas viagens... Da chegada, sempre acompanhada de um abraço; do suor em tua face e da alegria de retornares ao lar. E quando me olhavas com o ar sério para me chamar a atenção, terminavas querendo saber se tudo já estava bem.

Recordo-me também de uma única vez que te vi chorar... Foram lágrimas que hoje talvez., entenda o motivo: " excesso de amor "! E aí o tempo passou... passou... E tu continuas aí: me observando; me esperando gritar teu nome... Sempre de prontidão...

Só que hoje pai; hoje eu cresci... Não só no tamanho, mas na idade também... Os olhos ainda são pequenos, mas meus sonhos são maiores... E mesmo sabendo, que estás aí; quero hoje caminhar sem teus braços a me amparar...

Quero " tropeçar " e depois " continuar"... Quero " cair " e depois " levantar "... Quero " chorar " e depois " sorrir "... Quero " perder " e depois " ganhar "... Quero " não ser " e depois " ser "... Quero " correr o mundo " e voltar ao " ponto de partida "... Quero simplesmente " errar " para depois " acertar "... Quero " brigar " para depois " amar "... Quero " sentir frio " para depois sentir " calor "... Quero me " molhar" para depois me " secar "... Quero " olhar para você " e dizer não somente " pai "; mas poder dizer junto deste " pai ", um " pai e amigo "...

Eu cresci pai... Mas ainda te tenho tão próximo a mim, que tenho medo de que me vejas chorar e corra novamente ao meu encontro... Que faças por mim o que sempre fizestes, sem me deixar "tropeçar; cair; chorar; perder; não ser; correr o mundo; errar; brigar; sentir frio; molhar; olhar para você " ...

Por isso pai; também depois de "grande", só me vistes chorar como você, uma única vez... E ainda, depois de ter passado a infância, a adolescência e a fase adulta que me encontro; talvez ainda tenha que esperar a velhice, para ter coragem de dizer que " te amo"...

E aí pai, estaremos ambos bem velhinhos e choraremos juntos; talvez lamentando o tempo que passou e que não tivemos coragem de nos dizer verbalmente que nos amávamos... Porque apenas demonstramos, através de atos (creio que você, mais do que eu), que nos amamos...

E sem tua fantasia de Super Homem, protetor de teus filhos; choraremos de emoção e nos abraçaremos dizendo : " Te amo " ! Obrigada meu Pai... E desculpe-me por me achar " grande " para não te preocupares mais comigo...



Dedico a todos os pais, que se fazem presentes na vida de seus filhos e com o excesso de amor, os tornam esperançosos por serem "grandes" e de quererem correr riscos, com a certeza de vencerem no final.



+ Mensagens:

Autor(a) da mensagem: Marcia A. Silva Zauza - Mensagem lida 175085 vezes.

Categoria dessa mensagem: Mensagens de Dia dos Pais


Comentários:





Ouvindo agora: Pai - Fabio Junior
 

Provérbio Chinês
Se você quer um ano de prosperidade, cultive trigo. Se você quer dez anos de prosperidade, cultive árvores. Se você quer cem anos de prosperidade, cultive pessoas.


 
Parte do conteúdo do site é retirado da internet e/ou enviado por leitores.
Caso algum texto infrinja direitos autorais entre em contato que adicionaremos crédito ou retiraremos a mensagem.
© 2007-2015 PaixaoeAmor.com - Todos direitos reservados