Anjinho

Anjinho

Tenra planta que nasceu,
Dependente de cuidados.
Um brotinho, especial,
Querendo ser muito amado.

Cresce! Cresce? a passos lentos,
Em consciência, amparado.
Tão puro. Quanta ironia,
De um destino descuidado.

Hoje, és um ser criança
A pedir compreensão.
Ao seu lado também cresço,
Enquanto cresce este meu irmão.

Moleque, sapeca e feliz
Tenro, terno e sorridente
Sua vida é uma ciranda especial
O céu enviou-nos este presente.

Tem sua vida indefinida,
Seu deficit torna-o inseguro
Seu presente é um presente,
Terás o céu no futuro.

Seu anjo, a divina luz,
Está presente a guia-lo,
Muitos anjos o acompanham,
Pela terra a ampará-lo.


Autor(a) da mensagem:
Mensagem lida 54662 vezes.

Anjinho

Comentários