Não queria escrever tais palavras
Elas carregam sentimentos tão negros
Que cheguei a pensar em desistir
Mas preciso escrever, colocar para fora.
Nunca achei que você seria capaz
Acreditei em suas palavras de uma maneira tão cega
Que durante muito tempo me chamaram de inocente
E olha que briguei por isso
Hoje percebo que dei soco em ponta de faca
Mas fazer o que? Tudo que me resta é enfaixar
E tentar curar minhas feridas de alguma maneira
Sei que é muito difícil, mas tentarei ser forte
Pois preciso ter mais do que você pode me dar
Infelizmente, queria seu amor, todo seu calor
Mas você disse que era o sol, quando nada mais era
Que um astro sem luz própria....
Jamais pensei que algo assim poderia acontecer
Todos estavam errados, menos você
Me sinto uma tola analisando tudo agora
Mas, quem sabe quando essa dor irá embora...
E por isso escrevo, para deixar os sentimentos mais leves
Para confessar que, infelizmente, todos estavam certos
Errados, apenas eu que não ouvi ninguém
E que agora queria ser atropelada por um trem.
Pois a pior decepção é quando esperamos algo de alguém
Que nada pode nos dar, mesmo assim faz propaganda
Que as inocentes acabam por comprar
Agora sei do que é capaz e infelizmente
Tudo que me resta é o amargo da decepção
E também a superação de uma queda livre
Sem paraquedas, um mergulho até o chão
E sem os teus braços como proteção...

Veja mais textos relacionadas:
DecepçãoExpectativas

Nunca pensei que você fosse assim

Comentários

Textos Relevantes