Você lembra da primeira vez que nos vemos ?
Você era a mais bela estrela em toda aquela escuridão
Eu quis saber teu nome e ouvir tua voz
Mas um anjo de asas negras disse-me baixinho
Que estava traçado seu caminho
A partir daí, te olhei apenas como se fosse uma brisa na alvorada
Mas um belo dia nos encontramos novamente
E lá estava você, protegido pelo seu corcel branco
Onde escondia tua beleza
Mas teu brilho, não podia conter
E caminhei com passos largos
Precisava vê-la novamente e como queria ouvir
Que aquele ontem foi apenas ontem
Mas durou seus dias
Até começar a enterrar-se em seu próprio caminho
E novamente brilhei
Estava hipnotizando pela tua beleza
Parecia um anjo flutuando entre as outras pessoas
E comecei a lembrar de nossa primeira vez
E o desejo se formou em meus lábios
Mas seus caminhos já estavam definidos
E nada podia fazer a não ser... apenas um amigo
Mas seu céu estava nublado e me senti um sol nascendo
Rompendo a escuridão e percebi que precisava sentir-se
Muito mais do que você é
Então fui sincero e confidenciamos o inevitável
E nossos lábios finalmente se encontraram
Dando início a uma nova história
Não sabemos onde chegaremos, mas sabemos
Como é bom estarmos um do lado do outro
Pois acreditamos que dentro de nós esta o que precisamos
E os ventos que nos colocam em perigo hoje
São apenas a brisa que soprou por um longo tempo
Mas saiba, que nada se compara a magia que quero lhe mostrar
Então, deixe-mos o tempo nos levar
Um amor cura o outro, isso você sabe que é verdade
Então, por que não acreditar e dar a nós mesmos a chance
De um novo mundo construir, usando as esperanças para nosso mundo construir
Você acha que pode ser feliz ao meu lado?
Se acha por que não arriscar!
Quem poderá nos dizer onde iremos chegar
Nossa magia esta no ar e sabemos que
Quando estamos próximos não dá vontade de partir
Pois ao nosso lado, sabemos que é possível voltar a existir...
Então, vamos acreditar em nosso caminho
Pegue em minha mão, e divida comigo todo nosso carinho...

Veja mais textos relacionadas:
RiscoVidaFuturo

Uma crônica para você

Comentários

Textos Relevantes