Você quer se ver livre de mim?

Compartilhe

Você quer se ver livre de mim?

Não precisa açoitar minha alma com palavras mordazes

Nem muito menos pagar minhas gentilezas com crueldades

Se quer que eu saía de sua vida, basta dizer: siga

E eu seguirei rumo ao desconhecido futuro...

Só não quero ter na pele as marcas de sua maldade

A ingratidão é algo tão terrível que não deveria existir

Mas, tudo bem, como sempre, sou culpado, eu sei

Por ser exatamente como eu sou...

Perdoe-me pelo meu jeito e também, se não é o bastante

Tento fazer sempre o melhor para você e para nós

Pois a nossa felicidade reflete em minha vida lá fora

E agora, tudo que mais quero é ir embora... agora...

Parece que você deseja me ver longe, pois não há

Palavra alguma em seus lábios sobre o que represento

Na maioria do tempo, pareço ser o equivoco de sua existência

Mesmo te levando e lhe tratando como rainha de meu lar

É por isso que digo ao insistir que a bondade gera crueldade

As pessoas montam sem piedade e se sentem na obrigação

De nos chamar de tolos de coração, não reparam que a vida

Mais cedo ou mais tarde fechará a ferida e veremos um mundo novo...

Sei que não existe sentido, como não existe sentido açoitar

Quem lhe acaricia, aquele que está sempre ao seu lado lhe dando forças

Aquele que é o primeiro a correr quando precisa

E quando mais precisa de você, mal sabe pedir perdão pelas palavras frias.


Você quer se ver livre de mim?

Autor(a) da mensagem:
Mensagem lida 4171 vezes.